terça-feira, 27 de abril de 2010


Tenho muita admiração por certos homens de fé.  Os que lutaram pelo evangelho. Por justiça. Pela igualdade entre os homens. Pela paz. 
Aqueles que chegaram a  perder as suas vidas por amor a Cristo. Por amor a VERDADE. 
Sinto-me constrangida diante de algumas  bravuras, de simples mortais. homens sujeitos a mesma paixão, medos e fraquezas como qualquer um de nós.
Sinto o desejo de compartilhar uma palavra de fé. De esperança. De sonhos, que um desses homens deixou registrado na história da humanidade. Ele se chamava Martin Luther King, e disse em um des seus discursos:  " Eu tenho um sonho de que um dia esta nação se erguerá e       experimentará o verdadeiro significado de sua crença." Vislumbro na palavra de Deus homens que também sonharam,  como  p. ex.,  José. Que foi vendido por seus próprios irmãos. Mesmo assim, José não perdeu a esperança, tampouco abriu mão de seus sonhos. Porque sonhar,  significar fazer planos, traçar metas. Viver.
Interessante que assim como José,  Martin Luther King teve os seus sonhos realizados. Enfim, seus sonhos tornaram-se espetacularmente reais. Ele sonhava com uma nação que respeitasse os homens independente da cor de sua pele. E hoje, basta que olhemos para a nação desse homem , Martin Luther King, que vamos entender  a visão de futuro que ele possuía.
A fé é contemplarmos o que não vemos, como afirma o apóstolo Paulo. Para que um dia o que não vemos esteja diante de nós. Porque acreditamos que existe mesmo não vendo. Isto é  fé. É trazer a existência o que ainda não existe de fato.


Naila Márcia de Freitas Carvalho

3 comentários:

késia disse...

O homem que não sonha, morre..

E.M.CECÍLIA AUGUSTADOSANTOS disse...

FAÇO MINHAS AS PALAVRAS DE FERNANDO PESSOA...DALVA CLÉA

E.M.CECÍLIA AUGUSTADOSANTOS disse...

FAÇO MINHAS AS PALAVRAS DE FERNANDO PESSOA...DALVA CLÉA